segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Regresso

Depois de três semanas de “dolce fare niente”, regressei hoje ao meu adorável posto de trabalho - e este "adorável" não tem nada de irónico. Gosto mesmo do meu trabalho, e visto a camisola com todas as minhas forças. 

Hoje, os e-mails eram mais que muitos, e esta empresa parece um deserto.

Sempre gostei de trabalhar em Agosto. É calmo e dá para por em dia as coisas que vamos protelando no resto do ano. 

É sempre neste mês que arrumo as gavetas, que já suplicam por um pouco de ordem, e que faço uma limpeza a fundo no disco rígido do meu PC. Aproveito para almoçar descontraidamente na esplanada, com amigos e colegas. E também dou umas baldas pela manhã, pois nunca marco nada para o início do dia e dou-me ao luxo de entrar lá pelas dez. Ahhhh, e posso dar dois dedos de conversa com os colegas sem estar sempre a ser interrompida pelo telemóvel. 

Ou assim pensava eu. :-(

Suspeito que este ano não tenho sorte nenhuma: se o S. Pedro não me ajudou no descanso, o resto dos Santinhos também não parece estar decidido em facilitar-me as coisas no “meu querido mês de Agosto”! Já tenho uma lista significativa de pendentes, reuniões marcadas a começar pelas 09h30, e tarefas que vão muito para lá de Setembro. 

Enfim. Agosto já não é o que era! 

E quanto à música, esta é só porque gosto. E "mai nada"!

Sem comentários: