terça-feira, 24 de março de 2009

Entrada directa!

Hoje deixo-vos aqui uma entrada directa para o Top ali da direita - o das músicas para "aquele clima".

Nunca tinha ouvido sequer falar dos "Neruda". Um destes dias, tinha a televisão ligada só para lhe ouvir o som - faço isso imensas vezes... ligo a tv apenas pela "presença" e nem vejo o que está a dar - e comecei a ouvir uma música que considerei muito agradável.

Parei, e prestei mais atenção. Surpreendeu-me!

Portanto, fui logo ouvi-la no Sítio do Costume (o Youtube, não o Pingo Doce!!), e foi entrada ditecta no TOP. Nem por isso acho o vídeo bom... mas a música, a letra, o ritmo... é muito sensual!


domingo, 22 de março de 2009

O efeito "bola de neve"

O amor é uma coisa fantástica! E tem aquilo a que chamo "o efeito bola de neve". É que quanto mais nos sentimos amados, mais amor nós damos. E quanto mais amor nós damos, mais recebemos em troca... e mais nos sentimos amados!...

E é nesta bola de neve que me sinto ultimamente... Dar amor e receber muito mais!

Eu sei que nada é perfeito. Mas sei também que merecemos, ambos, viver este momento! E a nossa perfeição somos nós que a vamos construindo.

Como dizia o grande Vinicius, "Que não seja imortal, posto que é chama! Mas que seja infinito enquanto dure!"... E que dure....... FOREVER!

I was made for loving you, baby! You were made for loving me! (Kiss)



sexta-feira, 20 de março de 2009

Dia do Pai...

Ontem foi dia do Pai. Do meu, dos vossos... E fui bombardeada com emails e contactos de amigos que esperavam ver aqui um Post sobre o "Manel".

Pois é. Vocês sabem que sobre o meu pai, poderia escrever uma noite inteira! Na sua "loucura", ele é o meu ídolo! E eu orgulho-me de ser igualzinha a ele.

O "Manel" é a melhor pessoa que eu conheço. Tem os seus defeitos, como todos nós, mas é um homem íntegro, com valores morais e princípios.

A ele devo tudo que sou hoje! É o exemplo que tento seguir, e mostra-me sem receios os erros que devo evitar. Está lá, quando eu preciso. Não me questiona, pouco me critica, e sei que posso contar com ele, sempre e incondicionalmente. Diverte-me como só ele sabe fazer!

O meu pai ama a vida, e ensinou-me a amá-la também. Ensinou-me que ser forte não quer dizer não chorar. Ensinou-me a gostar do que sou. Ensinou-me a escolher o meu caminho e assumi-lo, mesmo que esteja errado. Ensinou-me a levantar-me, depois de cada queda.

Acima de tudo, ensinou-me que a vida pode ser lixada.... mas nós estamos cá para a viver em pleno, com todas as forças que temos! E para sermos muito felizes!

E, acho eu, nem ele tem noção do tanto que me ensinou!!! Porque o meu pai é muito louco, mas é o melhor pai do mundo!!!!

quinta-feira, 19 de março de 2009

A crise

Hoje enviaram-me um email sobre a crise! Essa malvada, que anda a dar-nos cabo da cabeça e nos faz ter permanentemente o cinto apertado!

E como nem só de desgraças vive o homem, e o sentido de humor é uma coisa muito importante para mantermos a sanidade mental, eis o que diz esse email...




quinta-feira, 12 de março de 2009

Speachless

Às vezes, há coisas que sinto a necessidade de partilhar com o mundo, como se não coubessem dentro de mim! Apetece-me gritá-las aos quatro ventos!

E este meu espaço é para isso mesmo. Abro estas páginas, como quem abre um baú bem fundo, e grito lá para dentro todas as palavras que me vão na alma. Sejam elas de alegria ou de tristeza. Escrevo sobre o meu mundo. Sobre os meus amigos, a minha família, o meu bairro e todos os que me rodeiam. Sobre as coisas da vida, que me alegram ou entristecem. Escrevo só, e apenas, sobre mim!

Pode não fazer o menor sentido amanhã. Pode haver quem pense que me exponho ou que, num blogue, não devemos escrever sobre sentimentos e vida privada. Mas eu não concordo! Escrevo sobre o que me apetece...

…Ou então, simplesmente, não escrevo! Porque, como hoje, há coisas que me apetece partilhar com o mundo, tal é a sua imensidão e intensidade, mas simplesmente não consigo fazê-lo por não ter palavras para tal.

Speachless… é como me sinto!



segunda-feira, 9 de março de 2009

Nas nuvens!!!

É como me sinto quando ouço esta música!

Acabei de a ouvir pela primeira vez. E não resisti e ouvi uma segunda, uma terceira, uma quarta...

Faz-me sentir nas nuvens, como quem ma apresentou!!!!

domingo, 8 de março de 2009

Hoje foi dia da Mulher.

E de entre as "resmas de gajos" que conheço, apenas dois me dedicaram um gesto de carinho especial por este dia.

Por incrível que pareça, um deles foi o meu Pai. O homem a quem devo o facto de ser mulher e, principalmente, ser a mulher que sou!

O outro... bem... o outro marcou mais uns pontos! Com uma mensagem de bom-dia, de que eu não estava nada à espera, simples e carinhosa. É um amor!

E, por ter sido Dia da Mulher, deixo-vos um texto que no dia 30 de Julho escrevi neste blogue, para dedicar a uma grande mulher: a Sofia, mais conhecida por D. Rosa:


Ser mulher...

... É ser especial.

É sermos nós mesmas.
Disparatadas, doidas...
Decididas, determinadas e ao mesmo tempo tão cheias de dúvidas.
Práticas, realistas e... tão sonhadoras.
Ser mulher, é acreditarmos que depois da tempestade vem sempre a bonança.
Acreditarmos, sempre!
Quebrar barreiras, até dentro de nós mesmas!
É ser intensa!
É beber, até à última gota, todo o sumo da vida!
Ser mulher é viver!



sexta-feira, 6 de março de 2009

Great Places to Work (Portugal)

Orgulho!!!!

Primeiro lugar na categoria 101-250 trabalhadores!... E segundo lugar no ranking global!...

É tão bom vestir esta camisola!!!


Twitterando... e não só!

Eu sei que às vezes, para uma pessoa que trabalha na área das tecnologias de informação, sou um bocado "dahhhh".

Mas o conceito Web2.0 é uma coisa que me fascina. E as Redes Sociais são um fenómeno incrivelmente interessante, na minha perspectiva, contribuindo cada vez mais para tornar este nosso mundinho no tal quintal de que costumo falar.

E, assim sendo, não resisti e aderi ao Twitter (como podem ver aqui ao lado), que foi já considerado como a ferramente mais "in" da internet.

Primeiro esranhei. Não é uma coisa graficamente apelativa (acho eu), e o facto de ter apenas 140 caracteres para dizer o que penso é muito limitativo para quem, como eu, "escreve pelos cotovelos". Mas afinal, estou a achar giro esta onda do Microblogging... pelo dinamismo, rapidez de acção e de interacção.

Desta vez, a música fica para mais logo... que não tenho tempo agora!

quarta-feira, 4 de março de 2009

Á nossa porta!

É tão bom quando descobrimos que a felicidade estava mesmo debaixo do nosso nariz!!! Mesmo ali, à nossa porta, à espera para ser descoberta! E, por vezes, basta olhar as coisas com outros olhos. Com olhos de ver! Porque é onde menos esperamos que se escondem as melhores surpresas!

Esta música, hoje, é dedicada a um amigo, com um beijinho e os votos de que este momento de felicidade seja tão longo, quanto fantástico! Fiquei muito contente por ti! (sim, é dedicada a ti! e escusas de te zangar por ter escrito isto! apetecia-me, e pronto!)

E já agora, é também dedicada a mim… quem sabe não estará também algo mesmo à minha porta…

Há amores assim, Donna Maria (uma repetição, mas já são tantos os posts deste blogue que ninguém nota...)

"… quando menos esperamos, há amores assim!"


domingo, 1 de março de 2009

Uma lição de vida!

Em certos momentos, todos temos tendência para fazer juízos de valor. Está-nos no sangue. É quase como um instinto, que nos faz rotular os outros, sem sequer sabermos porquê.

Basta uma conversa de café. “Tem cara disto ou daquilo”, “vive assim ou assado”, “fez não sei o quê, que eu não faria” – pensamos nós, na nossa ignorância mestra. E achamos que estamos sempre no direito de achar. Todos achamos sempre qualquer coisa, sobre qualquer pessoa.

E é tão errado achar! Achamos só porque sim. Na maioria das vezes nem dispomos da informação necessária. Não conhecemos as pessoas, os factos, a vida. E partimos apenas de uma primeira impressão para julgar alguém.

E depois é isto! A vida encarrega-se de nos dar uma lição e mostra-nos que achamos mesmo mal! E, por vezes, é muito agradável quando temos de dar o braço a torcer, e dar razão à vida.

Não podemos julgar alguém apenas pela camisa que veste – é que pode até ter escolhido mal a roupa nesse dia! Uma pessoa é, na realidade, muito mais do que a camisa que veste num dia. Uma pessoa é o conjunto das camisas que vai vestindo e despindo ao longo da vida. É o resultado da conjugação dessas camisas com tudo o resto que se cruza no caminho - calças, às vez mais bonitas e outras vezes nem tanto, casacos, os sapatos…

Uma pessoa é um conjunto. Porque nada existe por si só, e não somos apenas a camisa que vestimos, uma atitude que tivemos, um sorriso que demos ou um olhar que cruzámos. Somos o resultado de tudo o que se vai passando na nossa vida. Bom e mau. O resultado de tudo com quanto nos cruzámos, do que vivemos e do que aprendemos.

Todos somos uma história.

Hoje, a vida deu-me mais uma lição: vale a pena conhecer a história, em vez de querer inventá-la ou adivinhar-lhe o final.

Ahhhhh… e ainda me deu outra lição: há surpresas agradáveis!!!


"The Story", Brandi Carlyle



Esta música é uma repetição. Mas, hoje, faz todo o sentido!
All of these lines across my face
Tell you the story of who I am
So many stories of where I've been
And how I got to where I am
But these stories don't mean anything
When you've got no one to tell them to
It's true... I was made for you