sábado, 10 de janeiro de 2009

Uma pedra no assunto

Há já alguns dias que não escrevo. E nem tenho estado ausente, andei apenas a colocar uma pedra sobre um assunto.

(três dias sem escrever no blogue, para mim, é imenso! E note-se que o último Post já foi o começo da colocação desta pedra…)

É que todas as pedras que se põem num assunto têm um peso – o peso necessário para a dimensão do assunto.

Esta, era uma pedra “pesadita”! Mas teve de ser colocada. E já lá está! Está a segurar tudo o que poderia ter sido e não foi, tudo o que ficou por dizer e, acima de tudo, o (tudo) que ficou por fazer.

Reitero o que já disse: foste mesmo uma das melhores coisas que 2008 me trouxe! Mas é melhor assim… Eu não sei lidar com a distância, com a ausência, e nem sequer acredito em “relações 2.0”!

Portanto, sê muito feliz, onde quer que a tua vida te leve! Que eu ficarei por aqui, neste lindo Portugal à beira-mar plantado, que adoro!

E pronto. Deixo uma pedra em cima do assunto, e siga!… Que “quem fica parado, é poste!


***********************

… E, já agora, por falar neste lindo Portugal à beira-mar plantado, que adoro!... Aqui fica mais um projecto que me faz orgulhar de ser “tuga”. Foge Foge Bandido… o novo de Manel Cruz (Ornatos Violeta). É simplesmente viciante, espectacular.

Deixo-vos a Borboleta.

5 comentários:

zequinhas disse...

oi =)

Penso que não devemos deixar nenhum assunto por resolver, e se tinhas a certeza que a solução era mesmo a pedra(mesmo que pesada) então fizes-te muito bem...apesar das memorias que poderam perdurar por uns tempos...

Eu sei que é muito dificil tomar certas decisões, sei porque também eu tenho algumas situações "pendentes" mas a seu tempo tudo se resolverá, pelo melhor :)

Parabéns pelas tua coragem.

bj
*

afteramsterdam disse...

Há dias que acordo e penso que a solução está nas minhas mãos, outros há em que penso que o tempo se encarregará de cumprir a sua tarefa, seja ela qual for...

... entre uns e outros dias vou adiando adiando ...

Abraços, daqui para aí

Teresa disse...

Obrigada pelas sempre agradáveis visitas.

Zequinhas,
Factos incontornáveis. A pedra era de facto a única solução. Mas era apenas "pesadita"... era ainda um "assunto" no início. Mas ainda bem que terminou antes de começar! É que depois seria necessária uma pedra de várias toneladas, e dessas chegou-me uma na vida!!!!
Quanto às memórias, perduram sempre! São elas que fazem a história de quem somos!
Beijinhos,
T

Afteramsterdam,
O tempo, vai de certeza ajudar-te, porque o tempo cura tudo. A rapidez da cura, essa depende realmente de ti. Da tua força, da tua auto-estima e do facto de aceitares a realidade.
Por muito que a pedra necessária seja enorme (e eu sei o que é isso), tenta arranjar a força necessária para pegar nela e coloca-la no sítio.

Beijinhos,
T

Sininho disse...

A Borboleta é minha hihihi... private joke!!!

Se achas que é o melhor para ti ainda bem!!!

E tb acabei de colocar uma, mas olha acho que foi o melhor de tudo.

Bjs

Trintão disse...

"Bola pá frente"