sábado, 31 de janeiro de 2009

"Lixado" é...

...quando o teu olhar me desarma!

É que é mesmo, mesmo lixado!! E eu bem tentei controlar-me para não se notar, mas parece que tenho escrito na testa "Vá! Agarra-me!". Oh my God, you're so hot!!!!



"Its in your eyes
I can tell what your thinking
My heart is sinking too
Its no surprise
Ive been watching you lately
I want to make it with you..."

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Balanço

Por vezes, o que queremos é impossível de realizar. Mas isso não é forçosamente mau!

- Posso não ter ido de férias para um país tropical, mas reergui a minha vida sozinha…
- Posso não poder ficar na cama todas as manhãs, mas adoro o meu trabalho…
- Posso não ser uma Top Model, mas gosto do que vejo no espelho…
- Posso não dizer tudo exactamente da forma como penso, mas tenho a certeza de não derrubar ninguém pelo caminho…
- Posso nunca vir a ficar rica, mas deito a cabeça na almofada e durmo tranquila, todos os dias…

… E posso ter levado o maior “pé na bunda”, mas ganhei com certeza um grande amigo!

E encaro tudo com um grande sorriso e o maior optimismo!... Hoje é tudo o que tenho. O amanhã, só a Deus pertence!

“Who knows what tomorrow brings?....
… The road is long; there are mountains in my way.
But we climb a step every day”

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Chocolates

Estava a ouvir uma música dos Snow Patrol - banda que já aqui trouxe antes, porque realmente gosto muito - quando me lembrei "deles"....



É que não lhes resisto!!! Sou um verdadeira viciada. Atirava-me agora a eles, como se não houvesse amanhã! (ainda bem que não tenho chocolates em casa, ou seria uma "lontrinha")


E estes são simplesmente os melhores chocolates do mundo!!!

Quais belgas??? (que são bons, sem dúvida). Quais suiços??? (e olhem que também adoro os Lindt). Quero chocolate made in USA! Chocolate Californiano!!!!

GHIRARDELLI.... Moments of Timeless Pleasure"

E, por fim, cá ficam então os inspiradores deste "devaneio": Snow Patrol, com "Chocolate"

P.S.: E deixo aqui uma dica: melhor que um homem inteligente e com sentido de humor...... só um homem inteligente, com sentido de humor e que me traga chocolates!!!! ehehehehe

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Nada acontece por acaso!

Hoje não poderia deixar de partilhar com vocês algo que tem já algum tempo, mas que só hoje tive oportunidade de "ver com olhos de ver".

Desta vez, o vídeo não é música. Mas não deixa de valer a pena investir 15 minutos do nosso tempo para ouvir falar este homem.

Neste momento, Steve Jobs encontra-se novamente doente - desta vez, segundo os seus comunicados com um "complexo" problema hormonal. Com toda a certeza, uma vez mais, não será por acaso. Com toda a certeza irá recuperar, e saber aprender com mais uma lição de vida. Nada acontece por acaso!


domingo, 25 de janeiro de 2009

O amor...

"... o amor não aparece, nasce. Da mesma forma que não morre, esgota-se."

Se há crónicas que gosto de ler são as do Fernando Alvim. E hoje, inspirou-me com a sua crónica, e muito especialmente com esta frase!

Porque concordo com ela. O amor nasce. E, como tal, cresce e desenvolve-se. Atravessa fases, dá-nos tristezas e alegrias. Amadurece. Requer cuidados e (sempre) precisa de ser alimentado!

No final, não morre. Esgota-se. Porque é uma morte lenta. Fatigante. Porque não desaparece num sopro. Porque não dá um último suspiro, na sua existência, para nos deixar nesse momento. Não! O amor vai-se esgotando. Vai-se consumindo na sua própria chama. E somos nós que, distraídos, habituados à sua presença e embrenhados na nossa vidinha, nos esquecemos de o alimentar. E ele esgota-se nos seus recursos. Quando reparamos, já não está lá.

E eu sei.... já o esgotei! Mas aprendi. Por certo, um outro amor virá, e vou deixá-lo nascer. E vou tentar que não se esgote.... um dia.

Human, The Killers

"...close your eyes, clear your heart.
Cut the cord.
Are we human, or are we dancer?"

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Meio mundo a enganar outro meio!!!!

Isto, segundo o Correio de Manhã.

E não!... confesso que não leio esse jornal, porque não tenho pachorra para uma escrita tão má, um jornalismo tão fraco e tanta desgraça e tregédia juntas!

No caso, esse artigo veio aqui parar porque suscitou um "debate" esta tarde, entre mim e um amigo (também leitor desde blogue).

Um em cada quatro homens portugueses (24,6%) trai
regulamente a sua parceira, enquanto entre as mulheres apenas 6% dizem ser infiéis com frequência. Há ainda 17,9% de homens que dizem trair ‘raramente’, o que dá um total de 42,5% que assume a infidelidade. Já entre as mulheres, só 15,8% (6% + 9,8%) o assumem. Estes dados resultaram de um estudo elaborado pela Eurossondagem para o canal Odisseia, a propósito da série documental ‘
Melhor Sozinho ou Acompanhado?’, que estreia dia 6 de Fevereiro.

Pelos vistos, a resposta a essa pergunta é simples: Melhor sozinho... que acompanhado é provavelmente sinónimo de "chifrudo"!!!!


A mim pessoalmente, entristece-me saber que, cada vez mais, as pessoas não dão valor ao amor, a paixão, à fidelidade.... mas isso sou eu, que sou uma romântica!

Resumindo, anda meio mundo a enganar outro meio!

E, talvez por isso, estejam cada vez mais na moda as relações sem compromissos - de que até eu me estou a tornar adepta ultimamente!


E entretanto, aqui fica uma fantástica música do último album dos Coldplay... Lost. "Just because I'm loosing, doesn't mean I'm lost!"


segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Eu sei! (... ou, momentos de puro egoísmo!)

Eu sei que o egoísmo é uma coisa muito feia. Eu sei. Mas não consigo evitá-lo. Em especial quando se tratam de momentos de egoísmo relacionados com a eventualidade de poder ter-te mais próximo e conhecer-te melhor.

Eu sei que não te posso “cobrar” nada. Eu sei que não temos, nem somos nada. Eu sei que tens razão, e que isto não faz o menor sentido.

Eu sei que já coloquei uma pedra sobre o assunto! Mas também sei que, até partires, essa pedra está apenas sobre o assunto, mas não está “cimentada”.

Eu sei que por vezes tenho momentos de puro egoísmo. Quando me dizes que não sabes o que queres. Quando sinto que ainda não sabes se vais.

E apetece-me gritar-te: Não vás!!! Fica! Vamos descobrir o que poderíamos ser!

Eu sei. Tu sabes…

Não há sol quando te vais embora…


domingo, 18 de janeiro de 2009

Desafio.... aos homens que por cá passam


Ando desconfiada que esta verdadeira loucura dos homens por pés femininos é generalizada!

O facto é que tenho verificado que os homens (ou, pelo menos, alguns dos homens que me rodeiam) "se passam" com uns pés bonitos, bem tratados, macios e de unha arranjadinha.

E eu, modéstia à parte, até tenho um pézinho de Cinderela, pelo que fico de alguma forma contente por ter chegado a esta conclusão.

Mas, ainda assim, quero as vossas opiniões.... será que estou certa? Terão os pés, para os homens, o mesmo peso que têm para mim as mãos?


sábado, 17 de janeiro de 2009

Dançar...


...É das coisas que mais gosto de fazer!... Sou capaz de dançar até de manhãzinha! Terminar a noite sem sentir os pézinhos, mas completamente revigorada!

E se há sítio onde gosto de o fazer, é aqui. Música fantástica (e bem variada), bom ambiente, gente bonita!

É, sem dúvida, a minha noite de eleição!

E aqui fica uma das que dancei ontem...


segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

A bola (analisada por um neurónio de "gaija"!)




Hoje não resisto a deixar todos os meus neurónios descansadinhos, e utilizar apenas aquele que me leva a ter comportamentos "desmiolados". Sim! Que também tenho direito a deixar de lado a "compostura" e a ter atitudes de pouco juízo. Eu também tenho direito aos meus momentos de pancada!!!

E portanto, face ao exposto, apenas me ocorre dizer que o CR é realmente o MELHOR JOGADOR DO MUNDO!...

... Mas só do pescocinho para baixo!!! É realmente muuuuuuuito bom, aquele corpinho fantástico que Deus lhe deu, e que ele tanto batalha para manter em forma!... É que, com esse corpinho, até nos esquecemos da "fronha horrosa" que Deus também lhe deu, e ele não pode mudar!!! É assim!... Ele também não podia dar tudo!

E viva o Futebol!
E viva a boa forma física, que nos faz arregalar a vista!!!

Tira a camisola Ronaldo! Estamos a torcer por ti!

E pronto. Agora já posso voltar a activar os restantes neurónios!

************************

... E agora, com todos os neurónios já em funcionamento, prometo que é a última vez (pelo menos seguida) que vos deixo uma música do Manuel Cruz - que vocês já devem estar enjoados! (eu não estou... mas eu estou apaixonada por este disco)

sábado, 10 de janeiro de 2009

Uma pedra no assunto

Há já alguns dias que não escrevo. E nem tenho estado ausente, andei apenas a colocar uma pedra sobre um assunto.

(três dias sem escrever no blogue, para mim, é imenso! E note-se que o último Post já foi o começo da colocação desta pedra…)

É que todas as pedras que se põem num assunto têm um peso – o peso necessário para a dimensão do assunto.

Esta, era uma pedra “pesadita”! Mas teve de ser colocada. E já lá está! Está a segurar tudo o que poderia ter sido e não foi, tudo o que ficou por dizer e, acima de tudo, o (tudo) que ficou por fazer.

Reitero o que já disse: foste mesmo uma das melhores coisas que 2008 me trouxe! Mas é melhor assim… Eu não sei lidar com a distância, com a ausência, e nem sequer acredito em “relações 2.0”!

Portanto, sê muito feliz, onde quer que a tua vida te leve! Que eu ficarei por aqui, neste lindo Portugal à beira-mar plantado, que adoro!

E pronto. Deixo uma pedra em cima do assunto, e siga!… Que “quem fica parado, é poste!


***********************

… E, já agora, por falar neste lindo Portugal à beira-mar plantado, que adoro!... Aqui fica mais um projecto que me faz orgulhar de ser “tuga”. Foge Foge Bandido… o novo de Manel Cruz (Ornatos Violeta). É simplesmente viciante, espectacular.

Deixo-vos a Borboleta.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Sentir. Esse é o colorido da vida!

Odeio estas modernices das amizades coloridas!

Ok... Ninguém falou em casar, namorar, ou “juntar trapos”. Se há coisa que não quero, é ver escovas de dentes, que não a minha, no meu lavatório! Gosto de viver sozinha e de curtir a minha independência. Partilho e subscrevo tudo o que foi dito aqui (num timing perfeito para o que sinto hoje).

Contudo, não consigo perceber esse conceito de “Amizade Colorida” – Somos amigos. Vamos para a cama. Sem que isso implique qualquer envolvimento emocional.

É que, amizade sem envolvimento emocional, para mim, já é um contra-senso! Gosto a sério de todos os meus amigos, e logo aí estou emocionalmente envolvida com eles. Existem sentimentos - carinho, respeito. Depois, esses sentimentos podem tomar dois caminhos possíveis: ou o amigo se começa a tornar especial, despertando “outras emoções”, ou consolida-se apenas uma grande amizade e o grau de carinho e respeito que se tem por um "bom amigo" inviabilizam o sexo!

Portanto, cumprindo esse horrível critério de ausência de sentimentos, a “Amizade Colorida” não passa de apenas sexo. E eu sou uma pessoa para quem apenas sexo não faz o menor sentido.

Sinto muito! – e não é sinto muito de “desculpem lá”. É que eu sou uma pessoa que sente mesmo muito. E preciso de sentir alguma coisa para ter sexo com alguém – pode ser uma terrível atracção física, um fascínio, uma paixoneta. É obvio que não precisa ser “o amor”. Mas tenho de sentir alguma coisa!

Desculpem a franqueza. Mas recuso-me a ser o “Banco de Esperma” de um “amigo”!!! A “fiel depositária”. Sem mais nada!


Sex on Fire! (Kings of Leon)

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Sonha comigo

Sonha comigo, em teus braços,
Cansada de tanto te amar.
Quase me sentes na pele,
Sabendo que deste lado
Também estarei a sonhar.

Repousa o teu corpo. Exausto.
Dá asas ao pensamento.
Sonha comigo e contigo,
Deitados, de corpos colados,
Perdidos do espaço e do tempo!

Abre-me as portas da alma
Leva-me à lua, em teu céu.
Ama-me, o mais que consigas
Grita o meu nome,
E em silêncio, eu chamarei pelo teu!

Sonha comigo esta noite
Um sonho que chegue a doer!
Tal como eu sonho contigo
E dói na carne, o que vivo:
Esta dor de te querer!

("Moi même")

Dream a little dream of me... (Louis Armstrong)


sábado, 3 de janeiro de 2009

Crónica da Telepatia (“Porque não dizes nada?”).

Conversámos até tarde. Trivialidades. Conversas banais, salpicadas por alguns dos disparates – nem por isso tão disparatados – que dizemos um ao outro, só porque sim. Depois, o tempo parou. Mergulhou na estagnação das horas que não passam. Um tempo que tem a letargia de quem olha fixamente para uma ampulheta, e parece conseguir contar cada grão.

A certa altura, fechei os olhos e pensei: “porque não dizes nada?”. Os pensamentos levaram-me a outras paragens. Às nossas conversas. E embarquei em mais uma viagem por nós, e pelo que somos. Pela nossa amizade. Pelo que quero de ti. Pelos sinais que me dás e depois me roubas. Pelo calor da tua presença, mesmo que não seja física. Pela angústia da tua falta. E assim viajei por alguns instantes.

E é curioso. Parece que as energias dos nossos pensamentos estão numa etapa à frente da nossa! Eles cruzam-se e tocam-se com mais facilidade, talvez porque não tenham as barreiras da insegurança, nem estejam presos no espaço e no tempo.

É de facto curioso… Nesse instante, em que perguntava para mim mesma “porque não dizes nada”, tu respondeste… exactamente do nada.

E, outra vez, todas as forças do universo se reuniram a nosso favor: Onde e quando? Já. Ali mesmo!

Não acreditei, até ouvir a tua voz. Não acreditei até sentir os teus olhos em mim, e o teu sorriso rasgado. E todas aquelas borboletas a voarem-me no estômago.

Agora, o tempo teimava em correr, traiçoeiro! Sempre que queremos que se mova lentamente, prega-nos a mesma partida, e corre! E, quando finalmente caí em mim e acreditei, já tinhas ido!… Deixaste aqui as borboletas, com o teu sorriso e os teus olhos.


...Foi tão breve. Um momento, apenas.

Mas os nossos pensamentos vão continuar a voar constantemente na direcção um do outro. Às vezes parece que os sinto embater, quando se encontram, fazendo estremecer o universo… Já resultou outras vezes: eu penso em ti, e tu respondes.

Por isso, eu pergunto: “porque não dizes nada”?


A Song for you (Micheal Bublé)

Quem nos espera, do outro lado

"It wasn’t so hard to cross that street after all!...

It all depends on who’s waiting for you on the other side!"



Adorei esta tarde de cinema com My Blueberry Nights... um dos filmes que tinha ficado para trás em 2008. Estou a ficar lamechas, eu sei! Mas é uma doce história de amor!

E surpreendeu-me a Norah Jones como protagonista... nada mal!

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

"2008 em revista"…No cimena!

Como é óbvio, apesar do ano já ter terminado há dois dias, não poderia deixar por terminar o meu “2008 em revista…”. Falei de música, falei de TV… faltam ainda cinema, livros, “time-out”… que são apenas mais alguns dos muitos temas do interesse da minha pessoa!...

Por isso, nestes primeiros dias de 2009 ainda vos vou trazer alguns desses “2008 em revista…”.

Para hoje, o Cinema


- O Mais: "A arte de Roubar".
Produção Nacional, de Leonel Vieira, e que, a meu ver, ultrapassou a qualidade de muitas das grandes produções de Hollywood. Foi talvez das melhores comédias que vi nos últimos tempos. É um filme muito bem estruturado, com excelentes interpretações, adequadíssima banda sonora, e que revela grande cuidado nos detalhes - é possível encontrar pormenores hilariantes em fundo, que decorrem paralelos ao primeiro plano. Fez-me rir, e muito! Foi, sem sombra de dúvida, o filme que mais prazer me deu ver no ano que passou.
(e só mais uma notinha apenas, sem querer tornar-me repetitiva… vão mais 20 pontos para Ivo Canelas!!!)


- O Menos: “Destruir depois de ler”.
E escusam de vir já com essa conversa de que são “os irmãos Cohen”!!! Pois são. E então? Não gostei muito do filme, e pronto! Talvez porque estava à espera de muito melhor…
E apenas considero que foi “comestível” porque contou com toda a versatilidade do Brad Pitt (que não bastasse ser lindo e inteligente, é também um grande actor) e do George Clooney (que até a fazer papel de “otário” é o homem mais sexy na superfície terrestre). Não fossem eles os dois, e não tinha gostado nada deste filme!
... E agora sim, podem chover os comentários sobre o meu duvidoso gosto cinematográfico e as mil e uma razões pseudo-intelectuais para eu ter de gostar do filme!


Como nota final, não posso deixar de mencionar outros filmes de 2008 de que gostei bastante:

- “O Corpo da Mentira” – que esteve quase a ser “O Mais”… mas acabou por ficar em segundo na minha preferência (mas ainda me restam dúvidas!)
- “Tropa de Elite” – brutalmente realista!?
- “Mamma Mia” - que sem ser um grande filme serve o seu maior propósito: entreter!
- “O Sexo e a Cidade” - que na continuação da série, se revelou um razoável filme “cor-de-rosa”
- “Michael Clayton, Uma Questão de Consciência” - de que gostei mas achei um pouco confuso
- “Este País não é para Velhos” – aqui sim, gostei dos Cohen!

E os que perdi no grande ecrã, mas não vou perder agora no recato do meu lar: W, Gomorra, 88 Minutos, Entre os Dedos, Em Bruges, Ensaio sobre a Cegueira, A Dupla Face da Lei, Bangkok Dangerous…


E, finalmente, hoje deixo-vos dois vídeos: O Trailer da minha escolha para “O mais”, e a respectiva banda sonora - os “tugas” Wraygunn com a música “Love Letters From a ‘Muthafucka’”.

O trailer:



A Banda Sonora:



quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Starting Today...

Detesto as chamadas “resoluções de Ano Novo”. Em primeiro lugar, porque me conheço e sei que não as cumprirei. E em segundo, porque acho que a magia da vida está simplesmente em “deixar fluir”…

Mas este ano tenho uma: Parar de roer as unhas.


Sim, porque não há nada pior do que uma pessoa que considera as mãos como uma das partes mais sensuais do corpo, ter umas unhas como as minhas! Resultado? Estou sempre a esconder as minhas mãos, enquanto não resisto a reparar nas que me rodeiam. Está decidido!...

Para além disto, apenas quero aproveitar o que a vida me trouxe de bom, e ser muito, muito feliz!

Starting Today!