quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Relações 2.0

Nos dias que correm, onde tudo é "two dot zero", onde tudo é "collaboration", tenho-me questionado sobre relações humanas.

Estarão as nossas convicções a mudar? Será que trocámos o cara-a-cara, a transparência de um sorriso e o magnetismo de um olhar, por icones expressivos do MSN? Será que um conjunto de sinais ortográficos ou caracteres - :) - consegue mesmo expressar o que nos vai na alma?

Continuo a achar que não... Mas, é um bom começo, não há dúvida!

Há uns anos, não tínhamos internet, mas existiam as colectividades e os cafés de bairro. As pessoas encontravam-se, conheciam outras pessoas, e alargavam os seus horizontes (eu, felizmente, também mantenho esse lado!)

Hoje temos a internet! Hoje temos as Redes Sociais! E, em segundos, as pessoas conhecem outras pessoas, que também conhecem outras pessoas. Também se fazem amigos - ok, não são os 250 contactos que temos no Hi5, mas eventualmente dois ou três tornar-se-ão nossos amigos - e até é mais fácil quebrar o gelo.

Mas falta o toque dos rostos quando nos cumprimentamos. Falta aquela alegria e conforto que está por detrás do sorriso. Falta a rouquidão na voz quando nos emocionamos...

E é por isso que não acredito em "Relações 2.0"!!! Podemos começar por aí... pela "empatia virtual"... podemos alimentá-la e deixá-la crescer.... mas, mais cedo ou mais tarde...


E agora, sem que tenha nada a ver com este assunto, deixo-vos Waterboys - The Whole of the Moon. Intemporal!... É só porque sim!



Sem comentários: