quarta-feira, 10 de setembro de 2008

As conclusões a que chego!....

Sou uma "tó-tó"! E isso foi-me demonstrado hoje, pela minha filha.

Passo a explicar: andava eu aqui toda preocupada, e tal… ansiosa, nervosa… Afinal, não havia qualquer razão para essas mariquices.

Resolvi deixá-la hoje, pela primeira vez, no ATL que vai frequentar neste ano lectivo. As aulas começam oficialmente na próxima semana, e eu, ao melhor estilo mãe-galinha-ultra-preocupada, receava a sua reacção a tanta mudança: escola nova e ATL novo. Em dois espaços totalmente desconhecidos, com outras crianças, educadoras novas, e tudo o mais. Decidi-me então por uma abordagem gradual. Aos poucos.

E assim sendo, hoje levei-a pela manhã à sua nova sala.

Dei-lhe os milhões de beijinhos do costume e todos aqueles conselhos que as mães dão (e que “entram a 100 e saem a 1000”, como costuma dizer-se):

- Porta-te bem!... Faz o que a Ângela diz… Venho buscar-te à hora do almoço e almoçamos as duas. Diverte-te muito!...

E virei as costas, com o coração do tamanho de uma azeitona…. das pretas, as mais pequeninas :-(

E não é que, quando voltei a entrar para a ir buscar, fui surpreendida por um “já????”… E ainda ficou toda chateada porque vinha almoçar comigo, e queria antes almoçar com as novas amiguinhas, que tinha acabado de conhecer!!!


- O mãe!.... eu estava a divertir-me tanto…

… É claro que fico muito contente por tudo ter corrido bem. Por ver que ela - não sei a quem sairá - é uma criança tão comunicativa, expressiva, e que se integra com a maior facilidade.

Mas não pude deixar de pensar: realmente, sou uma "tó-tó"! Ela cresceu, e eu continuo a achar que tenho um bebé!

*****************

Quanto a música, aqui fica uma fresquérrima, e de que gosto bastante... daquelas para abanar o pezinho: Ne-Yo, Closer.


Sem comentários: