terça-feira, 22 de julho de 2008

Saudades da minha mãe

Farias hoje 69 anos... Se não nos tivesses deixado tão cedo, estaríamos certamente hoje a festejar.

E eu não poderia esquecer-me desta data. Hoje visitei-te ali, naquela morada fria, silenciosa. No meio de tanta gente, mas tão só.

Essa distância que nos separa é agora encurtada pelas flores que nunca deixaremos de te levar. E pelas palavras que digo para mim mesma e que, tenho a certeza, ouves atentamente lá no local onde estás.

Foi a sempre tão injusta e cruel morte que te levou, sem que eu pudesse dizer-te uma última vez o quanto te amo, independentemente de tudo!

tu fosto o nosso exemplo, a nossa inspiração, o nosso colo. Ensinaste-nos o melhor que podias, e fizeste de nós tudo o que somos hoje.

Pelo meu lado, lamento todas a vezes que discutimos. Lamento por tantas vezes, durante a minha (irreverente) adolescência, não ter compreendido a vastidão do amor que nos unia. Lamento não ter ficado mais tempo junto a ti. Lamento não te ter ajudado mais a superar a doença que consumiu os teus dias. Lamento não ter seguido os teus conselhos mais vezes. Lamento ter-me lembrado tanto dos teus erros, e esquecido tantas vezes tudo o que sempre nos deste e o amor que nos tens.

Acima de tudo, quero dizer-te que tenho muitas e profundas saudades tuas.

Sei que estás melhor. Sei que o teu sofrimento acabou, finalmente, naquela manhã de 25 de Abril de 2004 - foi a tua verdadeira Liberdade!

Mas sei também que me fazes tanta falta!

Beijos. Onder que que estejas, sei que olhas por mim, como sempre!

AMO-TE!

***************************************


Em homenagem a minha mãe, fica a voz de Eric Clapton com Luciano Pavarotti - que tmabém já nos deixou e que fazia parte dos intérpretes de referência da minha mãe. HOLLY MOTHER.


2 comentários:

Sininho disse...

MÃES...
São fantásticas, apesar de tudo, tenho uma linda que só compreendi no dia em que sai de casa e fui Mãe!! Hoje também me arrependo de muita coisa que não posso apagar, mas já pedi perdão mil vezes e também espero ser perdoada.
Sem a minima dúvida são as nossas referências para a vida e fazem-nos sempre uma falta dos diabos!
A tua mãe fazia anos hoje no dia dos anos da minha filha e tu fazes anos no mesmo dia que a minha mãe... Eu sabia que tinhamos de ter alguma ligação ... eu sabia porque gosto "bué" de ti!

Anónimo disse...

Mãe
Uma bonita palavra que deve ser sempre pronunciada, com amor, carinho.
Não posso dizer que tenha tido conflitos com a minha mãe. Ainda estou a tentar superar a sua ausência, mas está a ser muito complicado.
Apenas lamento profundamente, de não ter conseguido fazer mais por ela, porque a sua doença não o permitiu. Cuidaria dela toda a minha vida.
Quem ainda tem mãe, que a desfrute da melhor maneira possível.

MÃE AMO-TE